Câncer em animais domésticos: saiba aqui os tipos mais comuns e como cuidar

4 minutos para ler

:Apesar de serem tratados com muitos cuidados e mimos, é possível surgir imprevistos com a saúde de nossos pets, e algumas doenças aparecerem. O câncer em animais domésticos é uma das enfermidades que podem nos surpreender.

São muitos os motivos que podem levar um animal de estimação a ter câncer , como o fator genético, o referente a questões ambientais, a raça, a espécie, entre outros. O que o tutor deve ter em mente é que que o diagnóstico deve ser o mais rápido possível para que o tratamento seja eficaz.

Neste artigo, você vai conhecer os tipos mais comuns de cânceres que podem atingir seu peludo e por que surgem. Saberá como proteger seu pet de alguns deles, entre outras informações. Continue, então, conosco e confira!

O que é câncer?

É causado por uma multiplicação exagerada de células. Trata-se de um tumor maligno que pode se espalhar por outros órgãos do animal de estimação. No entanto, existem tipos de tumores menos agressivos, que respondem positivamente a tratamentos.

Quais são os tipos de câncer em animais domésticos?

Alguns fatores de seu surgimento se devem à exposição a agentes externos e a questão genética. Confira os principais tipos de câncer em animal doméstico. 

Câncer de pele

A exposição frequente aos raios solares e sem nenhuma proteção é um dos motivos que podem levar seu animal a apresentar essa patologia. Os pets de pelagem branca, sejam cachorros ou gatos, são os mais suscetíveis à doença e, por isso, requerem cuidados.

Inicialmente, a presença de nódulos, caroços e outras alterações chamam atenção e requerem uma análise mais aprofundada, como a citologia e a biópsia. Muitas vezes, o pelo encobre a lesão, que só é percebido pelo dono quando já está em estado mais avançado. 

O tratamento consiste em remover a área afetada por meio de cirurgia e, após isso, o médico decidirá o tratamento do pet, que pode ser por quimioterapia ou radioterapia.

Câncer de mama

Câncer de mama em cadelas e gatas é bem mais comum do que se imagina. No entanto, castrar precocemente a fêmea pode reduzir a incidência de tumores de mama.

O tratamento consiste na remoção da mama e, se o câncer estiver presente nos linfonodos, estes também devem ser removidos. Após isso, dependendo do tipo histológico e do estadiamento da doença, o pet passa por sessões de quimioterapia.

O proprietário deve ficar ciente sobre a necessidade de examinar constantemente seu animal para a detecção precoce de nódulos nas mamas. Quanto mais rápidos forem o diagnostico e a intervenção, melhores serão os resultados.

Cânceres hematopoiéticos

Eles atingem os tecidos formadores do sangue. Gatos infectados pelo vírus da leucemia felina (FeLV) e o vírus da imunodeficiência felina (FIV) têm mais predisposição a ter câncer.

Os os sinais e sintomas mais comuns são:

  • aumento de linfonodos;
  • febre;
  • apatia;
  • prostração;
  • perda de peso;
  • anemia;
  • perda de apetite;
  • vômito;
  • diarreia.

O tratamento pode ser cirúrgico, ou seja, remoção do nódulo associado ou não a quimioterapia ou radioterapia, de acordo com a natureza do tumor.

Câncer ósseo em cães

O osteossarcoma é o câncer ósseo mais comum em cães. O sinal clinico mais frequente é mancar, com dificuldade de apoiar seus membros. O tratamento consiste na cirurgia radical e quimioterapia.

É um tumor altamente metastático e muitos vezes as metástases já estão presentes no momento do diagnóstico.

Como prevenir a doença?

Na maioria das vezes, não tem prevenção, pois são casos genéticos. No entanto, alguns tipos, como o de pele, evitando exposições solares; e o de mama, castrando o pet, podem ser prevenidos adotando a medidas necessárias.

Como você conferiu neste artigo, alguns tipos de câncer em animais domésticos podem ser evitados e outros não. No entanto, medidas para garantir mais saúde ao pet são sempre válidas, como oferecer uma boa alimentação e idas regulares ao veterinário.

Gostou deste post? Restou alguma dúvida? Entre em contato conosco e conheça nosso trabalho que visa sempre o melhor para o seu animal de estimação!

Você também pode gostar

Deixe um comentário